Desenvolvimento Econômico

Indústria

Dados de 2014 apontam que o Tocantins tem um produto Interno Bruto (PIB) de cerca de R$ 20 bilhões, sendo a participação do segmento indústrial de cerca de 19%. Esse cenário tende a mudar positivamente com ótimas perspectivas para os próximos anos, uma vez que a região do Tocantins no Matopiba (última fronteira agrícola do Brasil compreendida por regiões dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) é de cerca de sete milhões de hectares cultiváveis, confirmando a vocação natural do estado para o agronegócio.

Com o aumento significativo da produção de alimentos – grãos, carnes e peixes – certamente o volume de exportações de commodities terá que ser equilibrado com a exportação de alimentos processados, exigindo a instalação de indústrias de processamento para atender ao mercado brasileiro e internacional, cuja demanda por alimentos é permanentemente crescente.

O Governo do Estado tem realizado esforços no sentido de atrair grandes investidores, por meio da melhoria na estrutura logística, na produção de energia limpa e criando mecanismos legais de incentivos fiscais, como a Lei Estadual 3.074/2016 que beneficia investimentos ao longo dos rios Tocantins e Araguaia pelos próximos dez anos.

O Governo do Estado também tem investido nos Distritos Industriais em vários municípios. Em Tocantinópolis, os investimentos são de cerca de R$ 10 milhões, numa área de 50 mil m2 que já contam com quatro grandes empresas em processo de produção. Em Guaraí, a área destinada ao Distrito é 25 mil m² e há diversas empresas interessadas em se instalar. Já em Gurupi, o maior município da região sul do Estado, a revitalização do Distrito Industrial – que teve investimentos de R$ 2,5 milhões e onde estão instaladas e em operação empresas de curtume, frigorífico, processamento de alimentos e outros segmentos - já foi concluída. Todos os projetos são tocados em parceria entre o Governo do Tocantins e as prefeituras municipais.