Notícias

Solenidade marca o início das aulas do Curso de Formação de Gestores e Conselheiros Culturais do Estado

21/02/2017 - Daniela Oliveira/Governo do Tocantins

A aula inaugural do Curso de Formação de Gestores e Conselheiros Culturais foi realizada na manhã desta terça-feira, 21, no auditório Cuica da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Palmas. O curso tem como objetivo capacitar gestores e conselheiros municipais, visando ações de promoção e difusão de cultura e cidadania, integradas ao Sistema Nacional Cultura (SNC), e será ministrado pela UFT, em parceria com o Ministério da Cultura (MinC) e com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden). 

Durante o evento a superintendente de Desenvolvimento de Cultura da Seden, Noraney de Castro, destacou a importância do envolvimento dos diversos atores para o desenvolvimento da cultura do Estado. "Como parceiros, consideramos que a formação é essencial e irá beneficiar e fortalecer a cultura do Tocantins”, pontuou.

“O curso propiciará qualificação e contribuirá para o mapeamento cultural dos estados e para a elaboração de projetos. A cultura além de contribuir para o desenvolvimento econômico ajuda a elevar a autoestima das comunidades e no reconhecimento da diversidade", explicou o representante da secretaria de Articulação e Desenvolvimento Institucional do MinC, Jorge Edson Garcia, e palestrante do evento

De acordo com a pró-reitora de Extensão Cultural e Assuntos Comunitários da UFT, Maria Santana, a dificuldade de reconhecer a diversidade cultural existente é um dos principais problemas a serem abordados na formação. “O curso vai capacitar a pessoa a entender o que é cultura e de como trabalhar as ações no seu município”, destacou, ressaltando que o curso contará com outras duas turmas, uma de indígenas e uma de quilombolas.

O curso conta com representantes de 27 municípios do Tocantins. Dos candidatos inscritos nove são gestores públicos na área de cultura, 19 são conselheiros de cultura, 35 são servidores públicos que atuam na área de cultura, 12 são servidores de universidade pública e fundação e, 29 são artistas, produtores culturais e demais categorias afins. 

A artista e produtora cultural Mara Rita, que atua há 23 anos no segmento em Palmas, diz que o curso vem ao encontro de uma necessidade nacional de fortalecimento da cultura. "De modo geral as pessoas ainda não sabem o que é cultura. Cultura é a preservação da nossa história da nossa identidade", disse. 

Também selecionado para fazer o curso, o diretor de Cultura e subsecretário de Educação e Cultura de Axixá do Tocantins, Idaelson Morais, acredita que a formação vai ajudar gestores municipais a captar recursos para fomentar a cultura municipal. 

Curso

O edital de seleção, publicado no início de janeiro deste ano, previa o total de 300 vagas, a serem distribuídas em duas turmas, sendo 150 vagas destinadas ao período de fevereiro de 2017  e  as  outras  150 vagas à segunda etapa, no período de julho a dezembro de 2017.

O curso terá carga horária de 180 horas, na modalidade semipresencial, com dois encontros presenciais. Os alunos serão orientados na elaboração de projetos, que visam construir o diagnóstico da cultura local.

Compartilhe esta notícia