Notícias

Elementos da cultura do Tocantins estão em exposição na Feira do Artesanato Brasileiro

29/03/2017 - Patrícia Saturno/Governo do Tocantins

A riqueza do artesanato tocantinense se faz presente na Capital Federal, com a participação de artesãos do Estado na  9ª edição da Feira do Artesanato Brasileiro. O evento, que começou nesta quarta-feira, 29, se estende até o próximo dia 2 de abril, das 16 às 23 horas, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília (DF).

Por intermédio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), oito artesãos  - sendo seis individuais e duas entidades representativas -  foram selecionados, mediante concorrência via edital, e estão representando a diversidade do artesanato regional em um estande destinado ao Estado na Feira.

Superintende de Desenvolvimento da Cultura da Seden, Noraney de Fátima Fernandes está presente no evento e reforçou a importância, para o Tocantins, de ter seus artesãos e produtos artesanais divulgados em eventos desta natureza. “Esta é uma importante vitrine para a cultura do Estado que, apesar de jovem, traz uma bagagem imensa, que precisa ser levada ao conhecimento do público. Assim como o capim dourado, que já ganhou o mundo, o Tocantins tem muito mais a oferecer, e é isso que nossos artesãos vieram mostrar aqui”, frisou.

No estande, é possível conferir a beleza de peças de diversos formatos e matérias-primas, tais como miniaturas em casca de cajazeira, instrumentos musicais em cerâmica e pele de animal, gravuras, esculturas e entalhes;  jarros, cestas e colares, brincos e pulseiras de capim dourado e seda do buriti; cestarias de fibra de buriti, mandalas, jogos americanos, além de artes em madeira, com peças como pilão, cabides e farinheiro. Além de divulgação, o espaço também é de comercialização das peças.

Os artesãos tocantinenses presentes na Feira são Marcio Bello dos Santos, de Porto Nacional; Raimundo Carneiro Soares, de Pium;  Lúcia de Carvalho Gomes, de Palmas; Tereza Alves dos Santos, de Taquaruçu (Palmas); e Josias de Sousa Menezes, de Gurupi. Além deles, participam representantes do Centro Cultural K’yjre – A.I.K, de Goiatins; e a  Associação Dianapolina de Artesãos (ADA), de Dianópolis.

O custeio das despesas com o transporte de ida e volta das mercadorias, conforme destacou Núbia Maria Cursino Machado - coordenadora do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) no Estado - ficou a cargo da secretaria, por intermédio do Programa.

Compartilhe esta notícia