Notícias

Turismo e Cultura cumprem metas em 2018 e prometem novidades para o próximo ano

26/12/2018 - Seleucia Fontes / Governo do Tocantins

A Superintendência de Desenvolvimento Turístico trabalha para tornar os produtos e roteiros turísticos tocantinenses conhecidos e competitivos no mercado regional, nacional e internacional. Neste sentido, inúmeras ações foram desenvolvidas nas regiões turísticas do Estado este ano. Para 2019, o superintendente de Turismo, Jandy Carvalho Matos, disse que com o apoio do governador Mauro Carlesse, dos deputados e do Governo Federal, o setor ganhará novo impulso: além de dar continuidade aos projetos e ações em curso, pretende lançar o “Tocantins + Atrativo”, projeto de ações que visam fomentar e dar mais visibilidade ao setor no Tocantins, gerando emprego, renda e esquentando a economia.

O superintendente explicou que a promoção turística é feita por meio de produção e distribuição de material eletrônico e gráfico, como revistas, folderes e mapas, além da participação em feiras segmentadas, como Abav e Equipotel, apoio e participação em eventos regionais, a exemplo da Agrotins e a Festa da Rapadura, no Jalapão. Também apoiando na execução de projetos voltados para a Temporada de Praia, com diagnóstico da infraestrutura nas praias selecionadas e acompanhamento da produção de campanha promocional.

Dentre os eventos de grande porte, em 2018, o Governo do Tocantins participou da Vakantiebeurs, a Feira de Turismo Holanda 2018, realizada em janeiro. Resultado desta ação, em abril o Estado recebeu um grupo composto por dez operadores de turismo daquele país, que visitaram as regiões do Jalapão e Cantão, uma realização da Seden, com apoio da Embaixada do Brasil na Holanda, com o objetivo de “vender” nossos produtos.

“Ainda este ano, o Estado também marcou presença na 46ª Abav Expo 2018, evento realizado no mês de setembro, em São Paulo”, destacou Jandy. O estande do Tocantins foi prestigiado pela presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Tetê Bezerra e atraiu as atenções de hosted buyers, operadores internacionais de Turismo que trabalham com a venda de roteiros/atrativos brasileiros no exterior e se interessaram, principalmente, por informações sobre o Jalapão e as Serras Gerais. Paralelo ao evento da Abav, foi realizada a 5ª reunião do Fórum de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), tendo o superintendente Jandy Carvalho como representante.

Tocantins + Atrativo em 2019

O lançamento do Tocantins + Atrativo, deverá ser o carro-chefe do Governo Carlesse para o setor do Turismo em 2019.  Segundo Jandy Carvalho, o projeto compreende um pacote de medidas para fortalecer o setor no Tocantins. “As ações têm como finalidade trazer soluções técnicas para gargalos históricos, além de aumentar o número de turistas locais, nacionais e estrangeiros, contribuir para melhorar a infraestrutura de destinos tocantinenses, proporcionar o desenvolvimento do Turismo de maneira ordenada e sustentável, gerando emprego e renda”, adiantou.

O superintendente enfatizou que o pacote tem por base seis frentes principais que vão garantir o desenvolvimento ordenado das sete Regiões Turísticas do Estado: região do Bico do Papagaio, Encantos do Jalapão, Ilha do Bananal, Lagos e Praias do Cantão, Serras e Lago, Serras Gerais e Vale dos Grandes Rios.

“O objetivo maior do Tocantins + Atrativo é garantir melhor aproveitamento do potencial turístico do Estado, de forma a impulsionar a nossa economia e gerar rendas, empregos e negócios”, relata Carvalho, acrescentando que “as frentes de atuação do Tocantins + Atrativo são baseadas em seis pontos estratégicos: Gestão e Administrativa;  Procedimentos Jurídicos e Legislativos; Fomento à Pesquisa; Investimentos em infraestrutura; Promoção Turística e Qualificação”.

Ordenamento Turístico

O ordenamento do turismo no Jalapão foi pauta de discussão entre técnicos da Seden, representantes do setor turístico, do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e das prefeituras de Novo Acordo, Mateiros e Ponte Alta do Tocantins. Deve continuar em 2019. “Nossa intenção enquanto Governo é dar todo o suporte aos municípios na formulação de leis municipais reguladoras, bem como fomentar a qualificação profissional das pessoas que trabalham com o turismo”, explica Jandy Carvalho.

Etnoturismo na Ilha do Bananal

O ordenamento turístico na Ilha do Bananal também foi outro projeto iniciado neste ano e que deverá ter continuidade no próximo, se tudo ocorrer como previsto. Trata-se de uma iniciativa inédita da Fundação Nacional do Índio (Funai), que conta com a parceria da Seden, visando dar maior controle sobre a presença de turistas na região habitada por indígenas das etnias Javaé e Karajá, bem como desenvolver todas as suas potencialidades culturais e ambientais como produtos turísticos. Após a fase de visitas de sensibilização e da consultoria contratada pela Funai, caberá à Seden, juntamente com as comunidades indígenas e parceiros, elaborar e desenvolver os projetos que atenderão as aldeias.

Qualificação

A qualificação de profissionais envolvidos no mercado do trade turístico, gestores e técnicos estaduais e municipais é outra ação desenvolvida pela Seden. Para 2019, entre outras atividades previstas, a meta é atender 100 moradores da região do Jalapão e Serras Gerais com cursos, seminários e oficinas ministradas por consultores e empresas especializadas. Ampliar a qualidade dos serviços prestados durante a temporada de praia, disponibilizando cursos nas áreas de gastronomia, hotelaria e atendimento ao turista é outra proposta do setor, que deverá atingir 200 trabalhadores no próximo ano. A equipe também realiza o monitoramento pós-curso para levantar o grau de satisfação dos participantes e sua inserção no mercado de trabalho.

Apoio às Regiões Turísticas

“A importância do Jalapão para o turismo regional é evidente, por isso requer atenção especial”, disse Jandy.  Pode ser medida em números. Tendo por base o mês de julho, o fluxo de visitação à Cachoeira da Velha, onde é feito controle pela Seden na Fazenda Triago, o número de visitantes saltou de 1.801 em 2016 para 2.033 no ano seguinte, e alcançou a marca dos 3.931 neste ano. “Por isso, pretendemos dar atenção especial à infraestrutura local, especialmente melhorando as condições das estradas aos atrativos”, adiantou.

A meta para 2019 é ampliar o interesse turístico para outras regiões de grande potencial no Estado. “Aqui cabe mencionar atenção, também, às demais regiões a exemplo da Região Turística Serras Gerais, Vale dos Grandes Rios e Lagos e Praias do Cantão”, completou o superintendente.

Incentivo e apoio à Governança Turística

Entre os mecanismos em fase de desenvolvimento visando atingir este objetivo a Superintendência de Desenvolvimento Turístico ressalta a regulamentação de políticas para o turismo estadual; a implementação da concessão de exploração dos Parques Estaduais; a estruturação do Roteiro Lagos e Praias do Cantão; o fortalecimento do turismo religioso; o Programa de Regionalização do Turismo (PRT), desenvolvido em parceria com o Ministério do Turismo, e o Programa Turismo Legal, que visa a melhoria da estrutura e capacidade de recebimento de turistas nos atrativos do Jalapão. Também está prevista para 2019 a realização do Congresso de Turismo, no segundo semestre.

Cultura

As ações mais relevantes da Superintendência de Desenvolvimento da Cultura foram voltadas ao fomento à produção, circulação e promoção da arte, da cultura e do turismo cultural. Por meio de edital de seleção, cerca de 12 artesãos circularam pelas principais feiras de artesanato do país, realizadas em Brasília, São Paulo, Pernambuco, Ceará, entre outras localidades, cujos visitantes puderam conhecer e adquirir peças em capim dourado, fibras, madeira, sementes e muitas outras matérias-primas que compõem a riqueza da produção artesanal tocantinense. Em nível estadual, o artesanato local também conquistou os visitantes do Espaço Empresarial na Agrotins.

“O exotismo do capim dourado atrai o público aos estandes, e os visitantes acabam conhecendo e adquirindo as outras peças”, explica a superintendente de Desenvolvimento da Cultura, Noraney de Castro, lembrando que a pasta também atuou na organização e realização de eventos artísticos, culturais e turísticos, cursos e oficinas; investiu em mostras e circulação de produtos artísticos e culturais, encontros, seminários, capacitação e formação para artistas, gestores, agentes e técnicos de arte e cultura, bem como na promoção de seminários, capacitação, investimento em mostras de arte.

Outras ações do setor foram a realização de inventário patrimonial do Estado, com levantamento dos bens culturais em municípios tocantinenses; realização da 12ª Primavera de Museus, no município de Arraias; elaboração de projeto estadual de inventário participativo, de referências culturais; elaboração de projeto de Educação Patrimonial; elaboração de projeto de implementação do Sistema Estadual de Bibliotecas; projeto de reforma do Museu Histórico do Tocantins - Palacinho; desenvolvimento de projetos voltados aos reconhecimento e valorização das culturas quilombola e indígena.

Para 2019, a previsão é de uma extensa lista de atividades, que incluem a realização de festivais de dança, música, teatro e circo; capacitação de secretários municipais de cultura; organização de uma feira regional de artesanato e de oficinas de captação para os municípios do Tocantins, além da continuidade de projetos iniciados neste ano, como o levantamento patrimonial dos municípios e das comunidades quilombolas e indígenas.