Notícias

Governo discute estruturação da atividade extrativista do coco babaçu

26/03/2018 - Wladimir Machado – Governo do Tocantins

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo (Seden), por meio do Núcleo Estadual de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais (NAPLS), realizou na última sexta-feira, 23, uma reunião com representantes de cooperativas e associações de extrativistas de coco babaçu para organizar a atividade na região do extremo norte do Estado, conhecida como Bico do Papagaio.

De acordo com o gerente de Arranjos Produtivos da Seden, Marcondes Martins, a reunião teve como objetivo organizar o grupo de instituições, cooperativas e associações para estabelecer um cronograma para elaborar o diagnóstico, Plano de Ação de curto prazo e o Plano de Desenvolvimento de longo prazo, para estruturação do Arranjo Produtivo Local (APL) dos derivados do coco babaçu daquela região.

 Ainda durante o encontro, ficou definida a realização de um levantamento acerca da literatura para elaboração do diagnostico, fazer contato com representantes do Instituto Chico Mendes (IMBIO), no sentido de estudar o modelo de metodologia utilizada pela instituição no Estado do Maranhão.

Nos próximos meses será organizada uma visita para reconhecimento da realidade local dos extrativistas, desde a colheita até o processamento dos diversos derivados feitos a partir do coco babaçu, pactuar a governança da execução do plano de ações. Do fruto, são fabricados óleo comestível, sabão, cosméticos, suplemento para ração animal e artesanato.

Estiveram presentes na reunião representantes das cooperativas Coome-sol e Xambiart, de Xabioá, Associação de Extrativistas do Babaçu de Axixá, Universidade Federal Tocantins(UFT), Instituto Federal do Tocantins (IFTO),  Sebrae, Organização das Cooperativas do Brasil (OCB) e Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro).